Pages

domingo, 19 de setembro de 2010

  'Uma lágrima no canto do olhar

 Já faz muito tempo mais ainda guardo na memórias as lembranças de quando você se foi
o dia pra mim parecia ser o ultimo e as horas e as lágrimas pareciam se antecipar cada vez mais.
Então você chego tocou a campainha e eu com o coração na mão, nó na garganta e uma lágrima no canto do olhar ,desci, sabendo que teria você em minha vida pela última vez
cada degrau que eu descia uma lembrança boa passava por mim e ia embora
sem saber se elas voltariam olhei em seus olhos só pra guarda seu olhar ,
aquilo pra mim serviria pra quando as minhas pálpebras se fechassem eu pudesse
 enxergar voce. Então eu não sabia o que dizer pois o nó na garganta não deixava as palavras saírem as lágrimas no canto do olhar deslizavam sobre meu rosto e você ali parado, as lembranças não paravam de chega ,e eu so pensava em como seria não ter mais
 você aqui pois em meu coração você ficaria pra sempre .
hoje nen lembro mais o que você disse só guardei o seu olhar pois isso pra mim ja era muito. Então você foi embora mais você olhou para traz e balançou a cabeça como se ainda tivesse volta.
hoje me arrependo de ter te deixado ir embora eu poderia ter dito teu nome, assim
 você voltaria pra saber o que eu queria ,então eu diria que te amava e se isso não fosse o suficiente eu diria o quanto iria ser difícil viver sem você
hoje procuro em tanta gente um espelho teu e não vejo nada não vejo nada .

1 comentários:

Sofia disse...

Oi, anjo!

Acho que você gostará disto: o livro com o poema ‘VIDA: Já perdoei erros quase imperdoáveis’ já está nas livrarias de Portugal em uma edição especial com lindas ilustrações!

Estou deixando o link do vídeo do livro no You Tube para você olhar depois. Está muito bonito!

http://www.youtube.com/watch?v=UmgROzFwzcA

- Beijinhos...

Postar um comentário